Inaugurando a série de artigos sobre como preparar legumes, aqui está um dos meus vegetais preferidos: couve. O acompanhamento típico do nosso prato nacional, a feijoada, merece ser degustado com mais frequência. 100gr de couve (crua) contém 1,3gr de proteína, 2,5gr de fibra, minerais, vitaminas (63% da vitamina K e 61% da vitamina C que precisamos em um dia) e somente 25 calorias.

Na hora de comprar, escolha folhas de um verde escuro e vivo (evite as amareladas) e bem “crocantes”. Essa dica é válida pra qualquer legume-folha: amasse uma folha com a mão, ela deve fazer um som parecido com “crecrecre”. Se as folhas estiverem moles e não fizerem mais barulho quando amassadas, elas não estão mais frescas e já perderam suas vitaminas. Pra conservar a couve, e preservar as vitaminas por mais tempo, lave e envolva as folhas molhadas em um pano de prato grande o suficiente pra cobrí-las totalmente e guarde dentro de uma vasília de plástico tampada na geladeira. Eu aprendi isso com minha mãe e as folhas de couve guardadas assim se conservam uma semana. Tenho uma vasília de plástico enorme que comprei só pra guardar legumes-folhas mas como ela não é suficiente pra abrigar todas as folhas que dormem na minha geladeira, guardo o resto (sempre lavado e enrolado em um pano de prato) dentro de um saco plástico.

Couve se prepara de inúmeras maneiras. Adoro a couve tradicional, ligeiramente refogada, mas gosto ainda mais de rechear as folhas com algum patê vegetal e tirinhas de legumes crus. Você pode adicionar couve picadinha à sopas, feijão ou até mesmo arroz. Pra preservar ao máximo as vitaminas, junte a couve no finalzinho do cozimento, quando o prato já estiver quase pronto. As receitas que seguem são, como prometido, ultra simples. Usam no máximo 5 ingredientes (sem contar azeite, sal e pimenta do reino) e ficam prontas em menos de 15 minutos. Assim, independente do seu grau de habilidade na cozinha, você poderá prepará-las de olhos fechados. A simplicidade das receitas também tem outro objetivo: acrescentando um número reduzido de ingredientes e não exagerando no tempo de cozimento, o sabor (e as vitaminas) da couve são preservados.

Couve refogada

Partindo do princípio que é necessário dominar as receitas de base antes de se aventurar com receitas mais complicadas, aqui vai a maneira mais tradicional de preparar couve. Gosto de servir esse prato com o feijão com arroz de todo dia.

3 folhas grandes de couve

1 dente de alho (ou 2 pra quem adora alho)

suco de limão

azeite, sal à gosto

Lave a couve, remova o talo e corte as folhas em tirinhas finas (gosto de cortar em pedaços maiores, como na foto). Pique finamente o alho. Em uma frigideira grande e funda, aqueça 1cs de azeite e frite o alho. Quando o alho estiver dourado (não saia de perto do fogão pois só vai levar alguns segundos) junte a couve e mexa bem. Tampe e cozinhe em fogo baixo por 1 minuto. Evite cozinhar a couve mais tempo pois além de perder vitaminas ela perde parte do sabor e ganha uma textura desagradável. Desligue o fogo, tempere com sal, um fio de azeite e um pouquinho de suco de limão (1cc ou mais, dependendo do seu gosto). Sirva imediatamente. Rende 1 porção.

Farofa de couve e castanha do Pará

Uma receita de sabor mais especial, mas tão simples quanto a primeira. Infelizmente não tenho uma foto pra ilustrá-la porque aqui onde moro não tem farinha de mandioca e só preparo esse prato quando estou no Brasil. Mas todo mundo sabe que cara tem farofa, não é?

3 folhas grandes de couve

2 dentes de alho

1/2 x de castanha do Pará

2, 3 cs de farinha de mandioca fina (peneirada)

azeite, sal e pimenta do reino à gosto

Lave a couve e remova o talo. Arrume as folhas umas sobre as outras, enrole tudo como se fosse um rocambole e corte em tirinhas bem finas. Corte o talo em pedacinhos miúdos. Pique o alho o mais finamente possível. Pique as castanhas grosseiramente. Em uma frigideira grande e funda, aqueça 2cs de azeite e refogue os talos picadinhos. Cubra e deixe cozinhar em fogo baixo durante 3 minutos. Junte o alho e as castanhas e deixe dourar alguns segundos. Junte as folhas de couve picadas, mexa bem, cubra e deixe cozinhar 1 minuto. Acrescente mais 2cs de azeite na frigideira e junte a farinha de mandioca aos poucos (1cs por vez), mexendo bem antes de acrescentar mais. A farofa deve ficar ligeiramente úmida então cuidado pra não juntar farinha demais. Salgue generosamente e tempere com uma pitada de pimenta do reino. Rende 2 porções.