Eu detesto o termo “natureba”, pois ele é geralmente usado pra mostrar um certo desprezo pelo alimento, ou a pessoa, em questão. Como tenho consciência que o assunto que vou tratar hoje é inevitavelmente associado a esse termo, é melhor deixar bem claro que sementes germinadas são simples de fazer, gostosas e podem ser consumidas por todos, independente do seu grau de aproximação com a natureza.

Sementes germinadas são interessantes do ponto de vista nutricional porque são mais fáceis de digerir e possuem mais vitaminas e minerais do que a semente crua ou cozida. Não é algo indispensável à saúde, uma alimentação variada e rica em vegetais (crus e cozidos) cobre todas as nossas necessidades em vitaminas, mas consumir sementes germinadas é uma ótima maneira de aumentar a quantidade de nutrientes na nossa dieta.

Como germinar

Eu não sou uma expert em germinação, um pouco de pesquisa na internet mostrará artigos bem mais completos sobre o assunto, mas gostaria de dividir com vocês meu método, que é bem simples e prático. Eu deixo as sementes de molho (o tempo varia de acordo com a semente utilizada), depois escorro usando uma peneira, passo tudo embaixo de água corrente (pra lavá-las) e espalho as sementes, ainda bem úmidas, em um prato grande e raso e emborco outro prato, do mesmo tamanho, por cima. Os pratos criam uma mini estufa e as sementes conservam a umidade, criando um ambiente propício pra germinação. Já testei o método mais comum de germinação, onde as sementes ficam sobre uma peneira ou dentro de um saco, mas não tive sucesso. O método do prato sempre produz resultados satisfatórios, então foi esse que adotei.

Até hoje só germinei (com sucesso) três sementes, feijão mungo, alfafa e lentilha, então só posso aconselhar sobre o tempo de molho/germinação dessas aí:

-Feijão mungo: 12 horas de molho + um dia e meio de germinação (entre os pratos).

-Alfafa: 12 horas de molho + 3 dias de germinação (alfafa é consumida já grandinha, na forma de broto).

-Lentilha: 24 horas de molho + 2 dias de germinação.

Essas indicações são aproximativas, baseadas na minha experiência. Você vai precisar fazer alguns testes antes de achar o tempo certo de cada semente. Dica: durante a germinação vai aparecer um “rabinho” na semente. Assim que ele despontar a semente pode ser consumida. Não deixe ele crescer demais, pois a semente vai perdendo sua carga nutritiva com o tempo. As lentilhas da foto acima, por exemplo, germinaram mais tempo do que deviam. Importante: lave bem as sementes germinadas antes de consumir.

Como consumir

Uso lentilha germinada no meu suco verde matinal, então é ela que germino com mais frequência. Gosto de usar feijão mungo em saladas, com outros legumes crus (tomate, pepino, pimentão vermelho…) pois acho o sabor muito forte pra ser usado sozinho. Já broto de alfafa tem um sabor delicado e agradável e adoro colocá-lo dentro de sanduíches, makis e smoothies. Fica então as sugestões: coloque sementes germinadas (sempre cruas) no suco verde, smoothies, saladas, sanduíches, makis e o que mais sua imaginação mandar.

Já que o assunto é germinação, de vez em quando acontece um acidente desses na minha cozinha. As batatas também tentam invadir a casa de vocês?