Archives for posts with tag: banana

Bolo "fondant" chocolate-banana

 

Na era pré-vegana da minha vida, criei um bolo de chocolate intenso e úmido que batizei, humildemente, de Supremo. Anos depois, a primeira receita vegana doce que criei foi inspirada nesse bolo. A mudança principal foi ter substituído os ovos por bananas. Eu estava muito apreensiva com relação ao resultado, mas o bolo que tirei do forno superou minhas expectativas. Ao invés de ter criado a versão vegana do Supremo, eu tinha criado algo completamente diferente. Não que isso seja ruim, claro. A receita rendeu um “fondant” de chocolate e banana. Os franceses gostam de usar a palavra “fondant” pra descrever bolos densos e levemente cremosos, que derretem na boca.

Essa receita foi criada em 2007 e me fez pensar na evolução do meu paladar nos últimos três anos. Hoje em dia eu praticamente não uso mais margarina nem açúcar nas minhas sobremeses. Fiz uma pequena atualização e na versão 2010 mantive a margarina mas cortei o açúcar (a receita original tinha 2cs de açúcar, o que acho totalemente dispensável, quase uma afronta!) e acrescentei um bocadinho de rum. Confesso que, embora tenha um lugar especial no meu coração, esse bolo não é o meu preferido. Hoje posso fazer bolos mais elaborados e interessantes, mas decidi publicar a receita aqui por três razões. Primeiro porque com apenas quatro ingredientes (o rum é opcional), é difícil achar um bolo mais econômico e fácil de fazer. Novato(a) na cozinha vegana? Nada tema! Se você for capaz de ligar o forno e amassar banana, então consegue fazer esse bolo de olhos fechados. Segundo porque dei a receita pra uma amiga e ela me disse que sempre que faz esse bolo as pessoas devoram tudo e imploram pela receita. Vale salientar que estamos falando de onívoros, o que pra mim é um elogio dobrado. Terceiro porque esse é o bolo preferido de Anne e ela é muito exigente com bolos e sobremesas em geral. Então pensei que se você não for “doçofóbica” (no meu dicionário isso significa alguém que tem fobia de tudo que é doce) nem nutrir um certo desprezo por chocolate, como essa que vos escreve, então você tem fortes chances de gostar do meu “choco-banana”.

 

Bolo “fondant” chocolate-banana (vulgo “choco-banana”)

 

O ideal aqui é usar um chocolate que tenha 50% de cacau. Use a menor forma que você tiver, pois esse é um bolo pequeno. Já brinquei bastante com essa receita e sugiro algumas variações no final.

 

200g de chocolate meio amargo (vegano)

2cs (rasas) de margarina

2 bananas maduras

2cs de farinha de trigo (sem fermento)

1cs de rum (opcional)

margarina e cacau em pó pra untar a forma

 

Quebre o chocolate em pedacinhos e derreta em banho maria junto com a margarina. Não deixe a água ferver pois isso queimaria o chocolate. Amasse as bananas com um garfo até virar um creme, e não sobrar nenhum pedaço de banana inteiro. Peneire a farinha de trigo sobre as bananas e misture bem. Despeje o chocolate e a margarina derretidos sobre a massa (e o rum, se estiver usando) e mexa delicadamente até ficar homogêneo. Coloque a massa em uma forma pequena, untada com margarina e polvilhada com cacau (caso não tenha cacau, polvilhe com farinha de trigo) e asse em forno médio. Dependendo do seu forno, o bolo estará pronto entre 20 e 30 minutos. Faça o teste com uma faca fininha: ao espetar o meio do bolo, ela tem que sair quase limpa. Não asse demais pois o bolo tem que ficar denso e suculento. Deixe esfriar um pouco e corte em quadrados. Deguste ainda morno.

 

Variações:

• Já fiz o bolo sem margarina nenhuma e deu certo. Ficou ligeiramente mais denso, mas eu não ligo e Anne acha até melhor.

• Você pode acrescentar um punhadinho de oleaginosas à massa. Na foto usei noz pecã, mas avelã também deve ficar bom.

• Uma vez usei só 150g de chocolate e não vi diferença nenhuma no resultado final.

• Se seu chocolate for muito doce (como são todos os chocolates no Brasil) e você quiser um sabor mais intenso e menos enjoativo, acrescente 1cs de cacau em pó (sem açúcar) à farinha e peneire os dois juntos antes de misturar com o resto dos ingredientes.

• Pode substituir a margarina por creme de coco. Deixe uma lata de leite de coco na geladeira por algumas horas.  No frio a gordura do coco sobe e agua desce. Abra a lata com cuidado, sem sacudir.  Então é só usar o creme de coco espesso que fica na parte superior da lata.

 

 

 

 

Panqueca de banana

Eu tenho uma missão hoje: escrever o mínimo possível pra deixar você aproveitar a receita sem muita conversa fiada.

Um dia, procurando receitas veganas na net, acabei achando um pérola: “banana pancakes”. Pancakes são um tipo de panqueca americana mas, diferente das nossas, elas são doces e mais espessas. Adaptei a receita original (que pode ser encontrada aqui) e ela acabou se tornando uma das minhas receitas doces preferidas. Tradicionalmente, pancakes são servidas com xarope de bordo (“maple syrup” em inglês, “sirop d’érable” em francês), uma especialidade canadense feita com a seiva da árvore de bordo (símbolo do Canadá, que até colocou uma folha dela na bandeira do país). Esse xarope tem cor de âmbar e um sabor único. Imagino que achar essa iguaria no Brasil deve ser praticamente impossível (e caríssimo!), então substituí-lo por um pouco de geléia, mel ou calda de frutas é uma boa idéia. No final do post você encontrará a receita de uma calda de laranja fácil e rápida que se casa perfeitamente com essas panquecas.

Gosto de degustar minhas panquecas no lanche, com uma xícara de café. Espero que a foto tenha te convencido que elas são absolutamente deliciosas, com xarope de bordo (como na foto) ou não. Vou deixar minha modéstia de lado novamente e dizer que todas as vezes que servi essas panquecas pra alguém, a pessoa ficou impressionada. Principalemente os não vegs.  É por isso que tenho que parar de escrever agora: você precisa correr pra cozinha e preparar panquecas de banana. Pode me agradecer depois.

Panquecas de banana

1 ½ x de farinha de trigo (branca ou integral)

1 cs de gérmen de trigo (opcional)

1 cc de fermento

½ cc de bicarbonato

1 cc de canela em pó

1 ½ x de leite vegetal (soja, amêndoa ou outro)

3 bananas bem maduras

um pouco de óleo pra fritar

Em um recipiente médio, misture os ingredientes secos. A parte, amasse bem as bananas com um garfo e misture com o leite vegetal. Despeje a mistura sobre os ingredientes secos e mexa delicadamente com um garfo, só o suficiente pra farinha se incorporar aos outros ingredientes. É importante não mexer demais a massa, senão as panquecas ficarão pesadas e meio borrachentas. Aqueça uma grande frigideira anti-aderente ou de ferro e cubra o fundo com uma fina película de óleo. Se sua frigideira for realmente anti-aderente você só vai precisar untá-la com óleo (ideal). Despeje 1 cs de massa por panqueca, deixando um pouco de espaço entre as panquecas. Não aconselho fazer panquecas maiores pois é mais difícil virá-las sem que elas se quebrem. Não espalhe a massa com a colher, ela vai se expandir sozinha. Cozinhe em fogo baixo até formar bolhas de ar na superfície e as bordas se tornarem douradas. Com o auxílio de uma espátula de metal, vire as panquecas e deixe cozinhar mais alguns minutos do outro lado. Atenção: o segundo lado vai cozinhar mais depressa. Se suas primeiras panquecas se partirem não se desespere. Com um pouco de prática, uma frigideira anti-aderente e uma boa espátula você fará panquecas perfeitas. Coloque um pouquinho mais de óleo na frigideira e repita a operação com o resto da massa. Rende 30 panquecas pequenas, de uns 4, 5 cm de diâmetro. Sirva com calda de frutas, geléia, mel, rodelas de banana fresca…  Se 30 panquequinhas parece demais pra você , faça só metade da receita. Aqui em casa ficamos satisfeitas com 5 panquecas cada uma, então faço só um terço da receita.

Variações: se quiser, junte um punhado de nozes ou pecãs picadas à massa antes de fritar. Pra fazer panquecas de banana e coco (delícia!) use 1x de leite de soja (ou amêndoa), 1/2x de leite de coco e acrescente 2cs de coco ralado à massa.

*Calda de laranja: ferva em fogo alto 1x de suco de laranja misturado com 1x de água, 4cs de açúcar mascavo, um pau de canela e a casca de uma laranja por uns 15 minutos, ou até o líquido reduzir pela metade e atingir uma concistencia de xarope fino. Deixe esfriar, retire o pau de canela e a casca da laranja e use sobre as panquecas. Guarde o que sobrar da calda na geladeira, em um recipiente tampado.